Justiça mantém preso homem que ejaculou em passageira em SP – Decisão foi dada neste domingo, 03, pela Justiça de SP, que converteu prisão em flagrante para a preventiva – enquanto durar o processojustiça

0
398

Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, continuará detido em SP

Após ser detido novamente no sábado, 02, suspeito de estuprar mais de uma mulher, o ajudante geral Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, seguirá preso em São Paulo. A decisão foi dada neste domingo, 03, pela Justiça de São Paulo, que converteu a prisão em flagrante para a preventiva – enquanto durar o processo.

O juiz Rodrigo Marzola Colombini decretou a prisão preventiva de Novais justificando que a manutenção da prisão como “imperiosa para a garantia da ordem pública”. O juiz não instaurou incidente de insanidade mental, que havia sido solicitada pela Polícia Civil, Promotoria de Justiça e Defensoria Pública. “Injustificável a instauração de incidente neste momento processual (audiência de custódia), que se restringe à análise da situação de fragrância e que acarretaria a própria suspensão do inquérito ja nesta fase inicial”.

“Trata-se de crime sexual, que traz implícito comprtamento repugannte, deplorável, praticado contra mulher em transporte público coletivo”, diz o juiz na decisão, que aceita parte da denúncia do delegado Rogério de Camargo Nader, do 78º DP (Jardins).