Síndrome do pânico: o medo em potencial tem cura – De acordo com estimativas da OMS, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade

0
1896

As mãos soam, a respiração fica ofegante, as dores no peito aparecem. ‘‘A síndrome do pânico é um conjunto de sintomas que fazem com que a ansiedade e o medo do indivíduo sejam potencializados’’, explica Sarah Lopes, psicóloga do Hapvida Saúde.

Tremores, medo excessivo de sair sozinho e medo de lugares populosos também são sintomas que causam a sensação de irrealidade. ‘‘O sujeito fantasia na sua mente um cenário irreal, como se qualquer coisa fosse ser negativo ou dar errado’’, esclarece a psicóloga.

De acordo com estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgadas no primeiro semestre desse ano, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade. A causa, como afirma a profissional de psicologia, pode ser pelo ‘‘Estilo de vida do paciente, ou ainda, pode ser desencadeada em virtude de algum trauma’’.

Tratamento

Para evitar os períodos de crises, a psicóloga afirma que o apoio diário é fundamental. ‘É necessário apoio e incentivo no dia a dia para que o sujeito retome a sua rotina normal. Os sintomas e as sensações físicas são produzidos pelo imaginário, mas, o que sente é real’’, completa.

A terapia medicamentosa é o mais comum nesse quadro para redução da ansiedade. ‘‘ O acompanhamento médico é imprescindível para minimizar os sintomas com uso de remédios depsicotrópicos’’, revela.

Cura

A cura para síndrome do pânico é efetiva com um conjunto de atitudes e tratamentos realizados em cada indivíduo. ‘‘A psicoterapia e atividades que reduzem a ansiedade, favorecem no tratamento. Além disso, a mudança de pensamento e o controle da respiração são pontos fundamentais’’ finaliza a psicóloga.

Fonte: Portal no Ar