Polícia Civil prende liderança do Sindicato do RN que atuava em Emaús

0
1160

No carro que estava com Yranapian Allan, um veículo Corolla de cor branca os policiais encontram porções de cocaína

Cláudio Pedrosa exercia papel de liderança da facção criminosa Sindicato do RN no bairro de Emaús, e Yranapian Allan era um dos distribuidores de droga de Cláudio

Uma investigação da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) resultou na prisão em flagrante de Cláudio Henrique Rodrigues Pedrosa, 22 anos, que possui parte da perna esquerda amputada, e de Yranapian Allan Gomes da Silva, 30 anos, na tarde desta quinta-feira (30). De acordo com investigações da Deicor, Cláudio Pedrosa exercia papel de liderança da facção criminosa Sindicato do RN no bairro de Emaús, e Yranapian Allan era um dos distribuidores de droga de Cláudio.

Com Cláudio Henrique os policiais apreenderam 57 saquinhos com cocaína; tabletes com a droga; duas pistolas calibre 45, sendo uma delas um simulacro; 40 munições calibre 45; um colete à prova de balas; duas lanternas; um rádio comunicador; uma balança de precisão; um cofre e uma faca de caça. No apartamento dele, a Deicor apreendeu um veículo modelo Vectra de cor verde, o qual estava sendo usado por Yranapian.

“Cláudio Henrique responderá pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Além disso, nós acreditamos que ele é o homem que atirou em um policial civil no dia 21 de novembro, no bairro de Emaús. Nossas investigações também apontam que ele é suspeito pelo homicídio de Diego do Nascimento Santos, morto em Macaíba e que também teria sequestrado um jovem em Emaús”, detalhou o diretor da Deicor, delegado Odilon Teodósio.

No carro que estava com Yranapian Allan, um veículo Corolla de cor branca os policiais encontram porções de cocaína. “Yranapian Allan é parceiro de Cláudio Henrique e atuava na distribuição dos entorpecentes. Ele será autuado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico”, comentou o diretor da Deicor.

Fonte: Agora RN