CURIOSIDADES: CORPO PERFEITO – CONHEÇA 7 FISICULTURISTAS QUE PASSARAM DOS LIMITES

0
820

Fisiculturismo ou culturismo é o uso de exercícios de resistência progressiva para controlar e desenvolver os músculos do corpo, a melhor formação muscular. As pessoas fisiculturistas se engajam nas atividades físicas com o objetivo de chegar ao “corpo perfeito”. O certo é fazer tudo isso controlando atividades físicas e alimentação, porém, existem alguns caminhos mais fáceis que são prejudiciais à saúde.

A gente separou alguns casos de fisiculturistas que, infelizmente, passaram dos limites, seja pelo uso de drogas ou mesmo por agredir pessoas. Então, caros leitores, confiram agora a nossa matéria com os 7 fisiculturistas que passaram dos limites:

1 – Ruben Arzu

Segundo a polícia em Colton, na Califórnia, um fisiculturista de 300 quilos chamado Ruben Arzu pode ter estado sob a influência de esteroides quando foi encontrado sentado nu na varanda da casa de um casal que retornava de uma festa em 2011.

O casal confrontou Arzu e tentou chamar a polícia, mas foi brutalmente atacado e gravemente ferido. O homem sofreu traumatismo craniano e a mulher sofreu lesões faciais. Quando a polícia chegou, foram necessários quatro policiais com armas de choque e quatro conjuntos de algemas para conter Arzu. Ele foi preso por tentativa de homicídio.

2 – Dean Wharmby

Dean Wharmby era um fisiculturista inglês de 39 anos que usava anabolizantes. Ele tinha um físico impressionante e chegou a pesar 240 quilos. Mas não demorou muito para que as consequências aparecessem. Dean teve câncer no fígado, tendo tumores no órgão em 2010 e 2015, mesmo ano em que ele morreu. Sua morte foi causada pelo uso excessivo de anabolizantes.

3 – Greg Kovacs

Greg Kovacs era um fisiculturista profissional de dimensões notáveis. Ele era usuário de esteroides, hormônios e provavelmente algumas outras coisas que o ajudaram a ganhar peso. Como você pode ver no vídeo acima, ele era enorme, dominando fisicamente seus concorrentes e fazendo-os parecerem crianças. Porém, todas essas coisas fizeram com que ele tivesse um ataque cardíaco em 2013, com apenas 44 anos de idade.

4 – Romário dos Santos Alves

O brasileiro Romário dos Santos Alves, de 26 anos, injetava “Synthol”, uma mistura de óleo, analgésicos e álcool nos músculos. Mas essa tática acabou dando muito errado. Completamente viciado em crescer os músculos, Romário teve problemas nos rins e seus músculos estavam ficando duros e o impossibilitando de injetar mais coisas. Em vez de desistir, ele usou agulhas para cavalos e continuou injetando.

Eventualmente, seus músculos ficaram tão duros e a dor tão insuportável que os médicos acharam que seria adequado amputar os braços. Felizmente isso não aconteceu, mas ele passou muito perto de perder os dois braços.

5 – Moustafa Ismail

Moustafa Ismail é um fisiculturista egípcio que concentra todos os seus treinos nos braços. Embora ele tenha estabelecido um novo recorde mundial com seu bíceps, ele foi investigado por usar meios menos naturais para chegar onde chegou. Como resultado, qualquer menção ao seu registro foi discretamente removida do site oficial do Guinness World Records. Muitos acreditam que ele é um usuário de óleos sintéticos que ajudam a aumentar artificialmente o bíceps, algo que ele nega.

6 – Gregg Valentino

Um dos fisiculturistas mais controversos da história. Olhando o seu corpo é fácil perceber que o que ele mais queria era aparecer, pois nenhum campeonato ganharia. Ele conseguiu o que queria e apareceu em vários programas de TV. Para ficar com o bíceps maior, Gregg também usava o Synthol no braço. Gregg estava tão ocupado injetando que parou de trocar as agulhas, em vez de reutilizar as agulhas e não se incomodar em esterilizá-las.

Isso gerou uma infecção no seu braço e ele chegou a fazer vídeos enquanto tentava drenar a ferida em vez de ir ao médico. No final, seus braços tiveram uma necrose, onde os médicos tiveram que abrir o braço e fazer uma limpeza.

7 – Chad Brothers

Chad Brothers é um fisiculturista que, certa vez, caiu de um aparelho em uma academia e resolveu quebrar algumas coisas do local. Ele destruiu equipamentos de ginástica e do escritório da academia. Quando a polícia chegou no lugar, foi preciso usar um taser para tentar parar o cara. A luta durou alguns instantes e quando conseguiram imobilizar ele (com ajuda de seis pessoas), perceberam que o cara não estava mais respirando. Ele foi declarado morto no local e posteriormente descobriram que altos níveis de PCP e HGH em sua corrente sanguínea.

Fonte: Fatos curiosos