Após morte de colega, mototaxistas fazem ‘buzinaço’ e cobram mais segurança em Parnamirim, RN

0
75

Mototaxistas fazem protesto após morte de colega durante assalto, em Parnamirim — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Protesto aconteceu na manhã deste domingo (6) em frente à casa da família da vítima e na central de mototáxi onde José Antonio de Oliveira, de 50 anos, trabalhava.

Mototaxistas de Parnamirim, na região metropolitana de Natal, fizeram um “buzinaço”, na manhã deste domingo (6), em protesto pela morte do colega José Antonio de Oliveira, de 50 anos, durante um assalto. Os manifestantes pediram mais segurança para o município.

José Antônio foi assassinado a facadas na noite da última sexta-feira (4), enquanto trabalhava. Após matar o trabalhador, o criminoso fugiu com a moto que era usada pela vítima – uma cinquenta cilindradas – o que leva a polícia a apurar o caso como latrocínio.

O crime gerou revolta de familiares e colegas de profissão. Primo da vítima, Alex Paiva afirmou que José Antonio era uma pessoa boa e que não tinha envolvimento com nada errado. “Esse crime precisa ser investigado”, reforçou. A vítima deixou esposa, dois filhos e dois netos.

Durante o protesto, os mototaxistas amarraram bolas brancas nas motocicletas e fizeram um “buzinaço” na frente da casa da mãe da vítima, onde ocorreu o velório, iniciado na noite de sábado (5). Em seguida, eles repetiram o ato na central de mototáxi onde José Antonio trabalhava, em Parnamirim, e seguiram para o município de Vera Cruz, para o sepultamento.

O crime

José Antonio teria sido esfaqueado após o passageiro que ele levava anunciar um assalto, segundo acredita a Polícia Militar. O crime aconteceu na Rua Presidente Artur Bernardes, no bairro Santa Tereza, o mesmo em que o homem morava com a família há cerca de 30 anos. Nenhum suspeito foi preso.

G1 RN