Pesquisa aponta que 78% dos atletas querem adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio

0
64

Olimpíadas de Tóquio 2020 estão sob risco iminente de adiamento

Levantamento realizado por associação ligada ao atletismo ouviu 4.000 competidores da modalidade; 87% dizem que pandemia de coronavírus afeta treinamentos

Uma pesquisa feita pela The Athletics Association e divulgada pelo jornal americano New York Times, nesta segunda-feira, apontou que 78% dos 4.000 atletas de atletismo entrevistados querem o adiamento das Olimpíadas de Tóquio 2020. A pandemia de coronavírus paralisou todas as competições do esporte olímpico e está prejudicando severamente treinamentos por conta da necessidade de isolamento social.

No último domingo, o Comitê Olímpico Internacional (COI) definiu uma data-limite de quatro semanas para apreciar um adiamento do megaevento esportivo, marcado inicialmente para ser realizado entre 24 de julho e 9 de agosto próximos.

A pesquisa, que foi enviada em 13 idiomas diferentes para atletas de seis continentes, também aponta que 78% não querem o cancelamento de Tóquio 2020. E 87% dos atletas afirmaram que as suas preparações estão sendo afetadas por causa do coronavírus.

Também foi pedido aos entrevistados que eles apontassem em uma escala de 0 a 100 o quão preocupados com sua saúde eles ficariam em caso de manutenção dos Jogos Olímpicos para a data estipulada: a média foi 68.

Dentre os 531 consultados que responderam em japonês, 65% são a favor e 35% são contra o adiamento dos Jogos de Tóquio.

Fundador da The Athletics Association e condutor da pesquisa, o americano bicampeão olímpico do salto triplo Christian Taylor comentou os resultados.

– O mundo inteiro está em um estado de incerteza. Estamos em uma porta giratória e continuamos trancados. Isso está sendo prolongado por muito tempo – disse o ganhador do ouro em Londres 2012 e Rio 2016.

Agora RN