PM tira foto de ator da Globo Flávio Migliaccio enforcado e publica na web

0
747

Foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira, 4, o ator Flávio Migliaccio, que há 48 anos trabalhava na Globo.

Durante a tarde descobriu-se que o ator tirou sua própria vida e deixou uma carta:

“Me desculpem, mas não deu mais. A velhice neste país é o caos, como tudo aqui. A humanidade não deu certo. Eu tive a impressão que foram 85 anos jogados fora… Num país como este. E com esse tipo de gente que acabei encontrando. Cuidem das crianças” , disse.

Na manhã desta terça-feira, 5, descobriu-se que os policiais militares que atenderam a ocorrência tiveram uma atitude desrespeitosa e criminosa.

Tiraram uma foto do ator enforcado e publicaram na internet.

O advogado do filho do ator, Sylvio Guerra, contou o que aconteceu à coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia:

“Foram dois agentes do Estado, dois policiais militares, que divulgaram e o Marcelo está indignado com a situação. O pai dele foi um cara que passou a vida formando crianças ensinando respeito e amor. Esses policiais carregam a bandeira do Estado na camisa. Marcelo não quis ver o pai morto no quarto e não quis ver a foto. Vamos entrar nas áreas cível e criminal. Na criminal, está previsto no artigo 212 do Código Penal, que é vilipêndio de cadáver”.

Ele vai processar o Estado pela ação:

“Estaremos buscando, na esfera cível, a compensação pelos danos causados à imagem do meu cliente, por se caracterizar abusiva a divulgação da imagem de Flávio, pela violação da imagem da pessoa falecida e pelo desrespeito ao luto. Ressaltamos que a fotografia foi feita dentro da propriedade privada do ator, que era uma pessoa de conhecimento público e notório, sem autorização e divulgada em mídias sociais. O filho de Flávio, Marcelo Migliaccio, doará todo o valor que eventualmente receberá em razão desta ação”.

La notícia