Após festa de Carlinhos Maia, 47 funcionários foram infectados pela Covid-19; Dois estão internados em UTI

0
219

Foto: Reprodução / instagram @carlinhosmaiaof

Carlinhos Maia promoveu uma festança de Natal. O evento, que contou com a presença de famosos, teria deixado 47 funcionários infectados pelo coronavírus, dois deles estariam internados em UTI. Além deles, a influenciadora digital Mileide Mihaile também foi diagnosticada com o vírus após participar da festa. O influenciador nega e diz que só recebeu agradecimentos dos colaboradores, conforme postagem feita no instagram. As informações são do colunista do UOL Erlan Bastos. Segundo ele, nem todos que participaram tiveram que fazer o exame para detectar a doença e não era obrigatório o uso de máscaras.

Imagem: reprodução/redes sociais

Entre os famosos presentes no evento, a influenciadora Mileide Mihaile também testou positivo para a doença. A ex-mulher de Wesley Safadão confirmou nas redes sociais que está com covid-19. “Infelizmente, testei positivo para covid-19 e estou me resguardando. O importante é que estou me sentindo muito bem, estou super assistida, bem cuidada, mas isolada. Neste Natal, vou sentir sentir o amor de longe e pelo vidrinho da minha varanda”, afirmou.

Além dela, o ex-BBB Victor Hugo, que participou de uma live com Lucas Guimarães, marido de Carlinhos, dias antes da festa, também testou positivo para a doença. Ele chegou a ficar seis dias internado e recebeu alta nesta sexta-feira.

O “Natal da Vila” ocorreu no último dia 19 e teve  shows de Calcinha Preta, Rodrigo Teaser, o cover Michael Jackson, do Dennis DJ, da cantora e ex-BBB 20 Gabi Martins, e do cantor Tierry.

Carlinhos Maia recebeu várias críticas por promover uma festa para centenas de pessoas em plena pandemia. Nas redes sociais, ele chegou a rebater as críticas. “Aglomerar é errado do começo ao fim, mas não dá pra gente tapar os olhos para uma classe que não está trabalhando. O mínimo que a gente pode fazer é seguir o protocolo e fazer dentro do permitido. Tá errado do começo ao fim, mas melhor que fazer uma coisa na hipocrisia e ficar fingindo por trás das câmeras”, afirmou.

Correio Braziliense