Paciente de 91 anos com Covid-19 é estuprado dentro de hospital de campanha em Natal

0
132

Hospital de Campanha de Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Suspeito é outro paciente de 37 anos, que foi preso após denúncia feita pela equipe da unidade. Caso aconteceu na noite desta quarta-feira (6).

Um idoso de 91 anos internado com Covid-19 foi estuprado por outro paciente dentro do Hospital Municipal de Campanha na Via Costeira, em Natal, de acordo com a Polícia Militar. O caso foi registrado na noite desta quarta-feira (6).

A PM foi acionada pela direção do hospital, pela suspeita de uma tentativa de estupro. O suspeito seria um paciente de 37 anos, que teria abusado de um idoso de 91 anos. O relatório da corporação registrou o crime por volta das 19h30.

Ainda de acordo com a PM, uma avaliação médica teria constatado que o crime foi consumado. Ainda de acordo com o relatório da corporação, o suspeito, a vítima e testemunhas foram levados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil com apoio do Serviço Móvel de Urgência (Samu).

Na manhã desta quinta-feira (7), agentes da Central de Flagrantes informaram que o suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a ala de presos do Hospital Walfredo Gurgel, na Zona Leste da cidade. Já a vítima foi levada de volta para o Hospital de Campanha.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso (Depi). Uma testemunha prestou depoimento nesta quinta.

“Foi ouvida a pessoa que teria visualizado a atitude suspeita assim que ela adentrou no quarto para entregar as comidas dos pacientes internos. Ela verificou essa atitude e achou estranho. Essa copeira, de imediato, acionou a equipe médica e os profissionais de saúde que ali estavam e eles imediatamente tiraram o idoso do leito que se encontrava”, explicou a delegada Milena Casimiro.

A delegada reforçou ainda que os médicos da própria unidade constataram previamente as lesões no corpo do paciente de 91 anos e que será solicitado um exame de corpo de delito. “A partir de agora nós vamos escutar os profissionais de saúde que ali trabalham, escutar testemunhas e solicitar as perícias necessárias para elucidação completa do caso”.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde lamentou o caso e disse que tomou as providências que cabiam ao serviço de saúde.

“A Secretaria Municipal de Saúde de Natal lamenta profundamente o ocorrido, informa que tomou todas as medidas cabíveis, denunciando e colaborando com à polícia a quem cabe investigar e seguir com o processo”, diz a nota.

G1 RN